Após Floyd, McGregor quer continuar lutando boxe e MMA:"Futuro brilhante"

0

Conor McGregor fará a sua estreia no boxe no dia 26 de agosto, em Las Vegas, contra um dos melhores pugilistas da atualidade – Floyd Mayweather. Aos 40 anos de idade, o multicampeão tem 49 vitórias em 49 lutas na modalidade, e está voltando de uma aposentadoria de dois anos.

Apesar de não ter qualquer experiência prévia como boxeador profissional, Conor não só acredita que derrotará Mayweather, como afirma que dominará a modalidade. Em conversa com os jornalistas durante o treino aberto promovido na sede do Instituto de Performance do UFC, na última sexta-feira, o campeão peso-leve do Ultimate disse que pretende continuar lutando boxe e MMA após o combate contra “Money”.

– É como eu disse, tenho feito boxe durante toda a minha vida. Eles pensam que ah, eu não estou no nível do boxe, mas essa é uma mentalidade estranha. É uma luta entre dois lutadores bem talentosos. Um perde, o outro ganha e o mundo segue. Eu amo o esporte boxe. O boxe sempre teve um lugar cativo no meu coração durante toda a minha vida. Eu vou continuar lutando boxe daqui pra frente, e vou continuar lutando artes marciais mistas. Eu vou dominar ambos com punhos de ferro. Essa é a minha mentalidade. O futuro parece brilhante – declarou.

Conor McGregor: “Não vai acabar bem para o Floyd e não vai acabar bem para todas essas pessoas que estão duvidando de mim” (Foto: Evelyn Rodrigues)

Questionado sobre quem são seus ídolos na modalidade, McGregor mencionou nomes como Muhammad Ali e Roy Jones Jr. Quanto à Mayweather, o irlandês declarou que o americano recebe mais crédito do que merece pelo legado deixado no esporte.

– Eu gosto do Roy Jones, Muhammad Ali, claro. Tem muitos na história. O Floyd tem sido bom, mas na minha opinião ele tem mais crédito do que merece pro estilo. Eu lembro de um tempo atrás, quando ele estava se preparando para enfrentar Ricky Hatton (2007), as pessoas ficavam zombando pela forma como ele batia manopla. Elas diziam: “Esse não é o jeito certo”. Mas aí, do nada, por causa da carreira dele, ele fez o que fez e hoje todo mundo imita o jeito dele. É um pouco parecido com o que está acontecendo comigo. Eles estão imitando o meu jeito de me mover, o meu jeito de encarar o jogo. Eu vou lá e faço que faço e, do nada, eles começam a me imitar (…) Não vai acabar bem para o Floyd e não vai acabar bem para todas essas pessoas que estão duvidando de mim. Mais uma vez estou apenas trabalhando para educar o mundo todo sobre o que é um artista marcial de verdade – completou.

O Combate vai transmitir ao vivo e com exclusividade a luta entre Floyd Mayweather e Conor McGregor no Brasil. O Combate Play também transmite ao vivo, simultaneamente, e o público poderá assinar pelo sistema a la carte ou comprar o evento avulso para assistir apenas a luta principal.

May-Mac
26 de agosto, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (22h, horário de Brasília):
Peso-super-meio-médio: Floyd Mayweather x Conor McGregor
Peso-leve-júnior: Gervonta Davis x Francisco Fonseca
Peso-meio-pesado: Nathan Cleverly x Badou Jack
Peso-cruzador: Andrew Tabiti x Steve Cunningham
CARD PRELIMINAR (20h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Shawn Porter x Thomas Dulorme
Peso-meio-médio: Juan Heraldez x Jose Miguel Borrego
Peso-super-médio: Kevin Newman x Antonio Hernandez
Peso-super-médio: Savannah Marshall x Amy Coleman

Fonte: GloboEsporte.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here