Banda de Limeira propõe disco sustentável e abre financiamento coletivo para custear produção

0

Banda lança álbum sustentável em Limeira (Foto: Guilherme Brito)Banda lança álbum sustentável em Limeira (Foto: Guilherme Brito)

Banda lança álbum sustentável em Limeira (Foto: Guilherme Brito)

Para construir o disco Carta da Terra, a banda de Limeira (SP) Laranja Oliva partiu da premissa de que reduzir os danos ambientais causados pelos humanos não é mais uma opção. O conceito ultrapassou a criação das letras e foi colocado em prática durante todo processo de produção do álbum. A partir da proposta, o grupo iniciou um financiamento coletivo para custear a produção do álbum e propôs recompensas também ligadas ao tema aos participantes.

O primeiro passo da banda foi constatar os impactos ambientais gerados durante a produção do álbum. Para isso, foi usada uma metodologia aplicada em análises de ciclo de vida. Segundo o grupo, os dados compõem uma pesquisa da Unicamp que avalia os impactos a serem mitigados com medidas de curto e longo prazo.

“A gente tá vendo um monte de coisa errada. Não é só sustentabilidade através do meio ambiente, é a nossa sustentabilidade, a nossa harmonia [com o mundo]. As relações que a gente cultiva, isso está perdido. É mendigo de um lado e restaurante caro do outro, essa diferença indigna”, afirma o vocalista do grupo, Sérgio Moreira Junior.

Carta da Terra é o segundo álbum da banda Laranja Oliva, de Limeira (Foto: Guilherme Brito)Carta da Terra é o segundo álbum da banda Laranja Oliva, de Limeira (Foto: Guilherme Brito)

Carta da Terra é o segundo álbum da banda Laranja Oliva, de Limeira (Foto: Guilherme Brito)

Segundo ele, são 13 pacotes possíveis no financiamento coletivo, que foi iniciado há um mês. Dentre eles, há os que oferecem o plantio de mudas em Limeira.

O projeto de reflorestamento ocorre em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente de Limeira e o local que vai receber as árvores ainda será definido. “A gente fez três reuniões com eles. Na última ficou três lugares e a gente está vendo qual é o mais legal. Um deles é uma mata ciliar de um rio”, diz o cantor.

O álbum foi gravado no aterro sanitário de Limeira, que, segundo o grupo, recebe 30 toneladas de lixo por dia. “A gente produz lixo pra caramba, consome pra caramba sem pensar no que está fazendo com a Terra, e tudo fica aqui, né? A galera fala ‘vou jogar fora’, mas não tem fora, é tudo aqui no planeta”.

Além do reflorestamento, quem participar do financiamento coletivo tem a opção de adquirir camisetas de algodão, bonés, fotos, ingressos para o show de lançamento e até tatuagens. Confira a lista aqui. O disco também está disponível em parte dos pacotes.

Pancha Mama, a 'Mãe da Terra', é retratada na capa do álbum da banda Laranja Oliva, de Limeira (Foto: Guilherme Brito)Pancha Mama, a 'Mãe da Terra', é retratada na capa do álbum da banda Laranja Oliva, de Limeira (Foto: Guilherme Brito)

Pancha Mama, a ‘Mãe da Terra’, é retratada na capa do álbum da banda Laranja Oliva, de Limeira (Foto: Guilherme Brito)

Carta da Terra, que dá nome ao projeto, foi inspirado no documento redigido pela Comissão da Carta da Terra da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2000. O texto definiu princípios éticos para a construção de sociedades sustentáveis, justas e pacíficas.

“A gente usou no álbum a introdução do Leonardo Boff, que é uma narração da Carta da Terra. Tem a fala dele no meio do disco, também”, explica Sergio. Segundo o cantor, o Boff foi um dos convidados para construir a Carta da Terra.

O disco terá dez músicas e dois interlúdios, que são efeitos entre as canções. O single, chamado Plástico, foi disponibilizado nas plataformas digitais nesta sexta-feira (15).

A banda, fundada em 2011, é composta por Sergio Moreira Junior, Guilherme Scafandro, Bruno Bertoni, Victor Bertoni e Thiago Val. Carta da Terra é o segundo disco do grupo, que lançou “Arroz, Feijão e Mistura” em 2014.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here