Conselho do Oscar expulsa o produtor Harvey Weinstein após acusações de assédio

0

Os organizadores do Oscar votaram, neste sábado, pela expulsão do produtor Harvey Weinstein de seus quadros. O produtor foi acusado de assédio sexual por mais de 20 mulheres.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela organização do Oscar, afirmou que seu conselho “votou bastante além da necessária maioria de dois terços” para expulsá-lo, em um encontro emergencial. Seus membros incluem figuras de Hollywood como Tom Hanks e Whoopi Goldberg.

A expulsão significa que Weinstein não poderá mais votar por indicados e vencedores ao Oscar. Seus filmes já receberam mais de 300 indicações para o prêmio, conquistando 81 delas.

Nos últimos dias, foram feitas dezenas de acusações contra o produtor, incluindo relatos das atrizes Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow e Rose McGowan – que alega que o produtor a estuprou em um quarto de hotel.

Forças policiais nos EUA e no Reino Unido estão investigando as acusações.

Weinstein insistiu, através de um porta-voz, que qualquer contato sexual que ele tenha tido foi consensual e negou acusações de assédio, agressão e estupro.

Como co-fundador da Miramax Pictures e da Weinstein Company, Weinstein produziu alguns dos filmes mais celebrados do cinema, como “Pulp Fiction” e “Shakespeare Apaixonado”.

A academia britânica British Academy Film Awards (Bafta) já havia suspendido anteriormente o magnata do cinema.

Já o presidente do Festival de Cinema de Cannes, Pierre Lescure, onde Weinstein tinha presença assídua, disse que a organização estava “consternada em saber das acusações”.

Irmão “doente e depravado”

Falando à revista Hollywood Reporter, Bob Weinstein, irmão de Harvey, chamou o produtor de “doente e depravado” e disse que não tinha idéia do “tipo de predador que ele era”.

Ele se recusou a comentar relatos de que ele e o conselho da Weinstein Company estavam cientes dos assédios cometidos por Weinstein durante negociações de contratos.

Ele classificou ainda os pedidos de desculpas do irmão como uma “insanidade total” e uma “desculpa idiota”.

“Vou te dizer o que eu sabia”, disse ele. “Harvey era um valentão, Harvey era arrogante… isto, eu sabia”.

Mais cedo, Bob Weinstein negou informações publicadas pela imprensa de que a Weinstein Company – que colocou Harvey Weinstein em licença indeterminada – poderia agora ser fechada ou vendida.

Mas vários projetos de grandes filmes já foram retirados do comando da empresa.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here