Construtora vai lançar prédio conectado, com câmera que reconhece rosto de morador, em São Paulo

0

A incorporadora Vitacon anunciou nesta sexta-feira (10) que vai construir na cidade de São Paulo a partir de 2018 um prédio conectado, com tecnologias que vão de câmeras com reconhecimento fácil de moradores a sensores capazes de medir a temperatura e os consumos de energia e energia.

Com isso, a construtora quer transformar os apartamentos em “casas inteligentes”. Parceiras no projeto, IBM e Intel fornecerão os sistemas tecnológicos para fazer do empreendimento um exemplar da “internet das coisas”, movimento em que máquinas “conversam” com máquinas para avaliar situações e tomar decisões sozinhas.

O prédio, chamado de Vitacon Next, começará a ser construído a partir do primeiro trimestre de 2018 na região da avenida Faria Lima, importante centro comercial da capital paulista. Os apartamentos terão entre 25 e 55 metros quadrados.

O início das obras será a segunda etapa do projeto.

Na primeira fase, que também começará no início de 2018, as três empresas montarão um apartamento equipado com todos diversos sensores e permitirá que startups criem aplicações que os utilizem.

O lugar funcionará como um laboratório de testes. As empresas interessadas terão à disposição sensores que medem consumo de energia, água, gás, movimento, proximidade, temperatura, luminosidade e umidade, além de sistemas de notificação sem fio via Bluetooth e Wi-Fi e ligação entre as centrais inteligentes do prédio e do apartamento.

As melhores tecnologias criadas pelas empresas iniciantes nessa fase serão implantadas no Vitacon Next.

As tecnologias que atendem os moradores nas áreas comuns, no entanto, já foram definidas.

A fechadura dos apartamentos, por exemplo, será conectada com a portaria. Com isso, apenas pessoas com credenciais cadastradas poderão entrar no condomínio e na unidade habitacional. O sistema para liberar a entrada ainda não foi definido.

Um exemplo disso já ocorre em outro prédio da Vitacon, também em São Paulo. Lá, moradores e convidados têm de ter a impressão digital cadastrada para poderem acessar as dependências do edifício. É possível ainda determinar por quanto tempo aquela digital será aceita no prédio.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here