Embaixadora dos EUA na ONU diz que pedirá reunião de emergência sobre o Irã

0

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, disse nesta terça-feira (2) que pedirá uma reunião de emergência no Conselho de Segurança na ONU para discutir a situação no Irã, que passa por uma onda de protestos que já deixou 21 mortos e mais de mil presos.

Haley disse que os EUA querem ampliar a voz do povo iraniano e que a acusação, do governo iraniano, de que os protestos são organizados por forças inimigas fora do país é “ridícula”.

“Todos nós sabemos que isso é completamente sem sentido”, disse Haley. “As manifestações são completamente espontâneas. Elas estão virtualmente em toda cidade do Irã. Este é o retrato preciso de um povo oprimido há tempos que se levanta contra seus ditadores”.

A onda de protestos contra o governo começou na última quinta-feira (28) em Mashhad, cidade com 2 milhões de habitantes, e se espalhou por várias cidades. Os atos começaram para expressar a insatisfação dos iranianos com a alta dos preços, o desemprego e a corrupção, mas se transformaram em um protesto contra o governo.

As manifestações são consideradas as maiores que aconteceram no país desde 2009.

O presidente americano Donald Trump já havia manifestado apoio aos protestos pelo Twitter.

Nesta terça, os EUA pediram que o Irã pare de bloquear e estabelecer restrições às redes sociais e aconselharam seus cidadãos a instalar redes virtuais ou conexões VPN para evitar a censura oficial.

Steve Goldstein, vice-secretário de diplomacia pública do Departamento de Estado, denunciou as tentativas do Irã de restringir o acesso à rede e pediu aos iranianos para encontrarem uma forma de entrar na web: “o povo no Irã deve poder acessar estes sites por VPN”, disse.

O Irã restringiu o acesso a diversas redes sociais e aplicativos de mensagens. O CEO do Telegram postou no Twitter que as autoridades iranianas bloquearam o acesso ao aplicativo depois que a empresa se recusou a desligar pacificamente os canais para os protestos.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here