Ex-presidente georgiano inicia greve de fome na Ucrânia

0

O ex-presidente georgiano Mikhail Saakashvili iniciou neste sábado (9) uma greve de fome para protestar contra sua detenção na Ucrânia, anunciou seu advogado.

O procurador-geral da Ucrânia, Yuri Lutsenko, pediu a detenção na sexta-feira depois de acusar Saakashvili de estimular um golpe de Estado com o apoio da Rússia.

As forças de segurança anunciaram uma nova detenção de Saakashvili, de 49 anos, após uma tentativa frustrada no dia 5 de dezembro.

“Saakashvili anunciou uma greve de fome por tempo indeterminado”, escreveu no Facebook o jornalista e aliado do ex-presidente Vladimir Fedorin.

Em entrevista à agência de notícias Interfax-Ucrânia, o advogado Ruslan Shornolutskyi disse que o cliente rejeita as “falsas acusações”.

Na terça-feira, Saakashvili conseguiu escapar de forma espetacular, ajudado pela mobilização de seus partidários, do veículo dos policiais que haviam acabado de realizar a sua detenção.

A partir deste dia, ele estimulou manifestações diante do Parlamento de Kiev para pedir a destituição do presidente Petro Poroshenko por seu fracasso na luta contra a corrupção nas altas esferas.

Saakashvili afirma que as manifestações legais e pacíficas.

Poroshenko disse que Saakashvili deve responder às acusações da justiça.

Em 2015, o presidente Poroshenko nomeou o ex-presidente georgiano como governador da importante região de Odesa, no Mar Negro.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here