França enfrenta polêmica por projeto que reduz impostos sobre iates, jatos e ouro

0

Um plano de reforma fiscal do governo francês está gerando polêmica entre os parlamentares por propor a redução de impostos sobre artigos de luxo como iates, jatos particulares e barras de ouro.

O governo do presidente Emmanuel Macron quer substituir o imposto sobre fortunas, a partir do dia 1º de janeiro, por uma taxa aplicada apenas a propriedades e imóveis.

“Um iate é algo para se ostentar, não é produtivo para a economia”, disse ao jornal “Le Parisien” o parlamentar Joel Giraud, do partido República em Marcha.

Mas Giraud admite que a mudança “vai dar mais liquidez à economia, caso alguns aspectos sejam revisados”.

O ministro da Economia, Bruno Le Maire, afirmou que esta reforma tem por objetivo deter o êxodo de milionários e empreendedores da França.

Segundo a proposta, bens como iates, jatos participares, carros de luxo, cavalos de corrida e barras de ouro ficaram isentos do imposto sobre fortunas.

Atualmente, cerca de 350 mil lares na França pagam imposto sobre fortunas, aplicado quando a renda ultrapassa os 1,3 milhão de euros (US$ 1,53 milhão).

Segundo o governo, a reforma estimularia os crescimento alentando os ricos a investir na “economia real”.

Mas muitos legisladores governistas temem que a reforma seja percebida como um presente para os mais ricos.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here