Leandro Hassum fala sobre patrulha da filha em suas fotos na web: 'Ela critica desde a roupa até o ângulo'

0

Elenco de Elenco de

Elenco de “A Cara do Pai”: Duda (Mel Maia), Théo (Leandro Hassum ), Alice (Pietra Hassum, filha de Leandro) e Joana (Cristiana Pompeo) (Foto: Globo/Paulo Belote)

Uma filha que morre de vergonha dos “micos” do pai. Esse é um enredo comum na vida de Leandro Hassum. O ator vive esse papel tanto na vida real quanto com seu personagem Théo, de “A Cara do Pai”. Na série, Théo é pai de Duda, vivida por Mel Maia. No dia a dia, Hassum é pai de Pietra (que também está na série, mas interpreta a filha da ex-namorada e atual vizinha de Théo).

No making of da segunda temporada da série, que estreou em 8 de outubro, Pietra não esconde que se enxerga um pouco em Duda, por sua relação com o pai, um personagem atrapalhado.

“A ideia era exatamente essa, mostrar um pouco da minha relação com a Pietra, minha filha na vida real. Muitas das histórias que o público vai acompanhar aconteceram de verdade. Como toda adolescente, ela vive com vergonha das coisas que faço e falo.”

“Não teve uma gafe marcante, mas volta e meia ele critica as fotos que tiro e coloco nas minhas redes sociais. Ela critica desde a roupa até o ângulo da foto, passando pelo filtro que eu tinha que ter usado. Ultimamente estou tirando fotos escondido da minha filha”, entrega Hassum ao G1.

O ator também conta como é trabalhar com Pietra no set. “É uma realização para mim. Como todo pai coruja, fico babando vendo ela atuar. Mas sei separar o pai do profissional, então quando acho que tem que criticar ou dar algum conselho, vou lá e falo com ela. E ela me escuta muito e respeita minhas dicas. Essa troca é muito importante e prazerosa para os dois”.

A segunda temporada da série contará com 12 episódios, todos já gravados. “Acredito que a maior mudança será na profundidade das histórias e na riqueza dos personagens, que agora terão mais destaque, cada qual com a sua personalidade”.

Hassum em foto publicada no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram/leandrohassum)Hassum em foto publicada no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram/leandrohassum)

Hassum em foto publicada no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram/leandrohassum)

Junto com o retorno da série, Hassum engatou a gravação do filme “O candidato Honesto 2”. “Teremos também a estreia do filme ‘Dona Flor e Seus Dois Maridos’ em novembro e do ‘Não se Aceitam Devoluções’ em janeiro. Além disso, já estou pensando nos projetos para 2018, entre eles voltar ao teatro com meu novo show”.

“É uma daquelas situações que você começa a acreditar que o dia deveria ter mais de 24 horas, porque é realmente muito puxado para mim. Mas como amo o que faço, acaba dando tudo certo. A pessoa quase não dorme, mas o importante é não parar de trabalhar e fazer o que eu mais gosto”.

No filme “O Candidato Honesto”, Hassum fará “uma espécie de Trump brasileiro”, segundo ele, que fala bobagens na campanha e é eleito, mesmo assim. E o ator tem o presidente americano como inspiração próxima, já que atualmente mora nos Estados Unidos com a família.

“O Trump ajuda muito neste sentido, porque quase todo dia ele fornece material para os comediantes do mundo todo”, dispara Hassum, que tem se desdobrado no bate-e-volta Brasil-EUA para as filmagens.

E é complicado fazer a público rir de um filme que envolve política em meio a uma crise real?

“Acho que o humor serve para descontrair o público em meio a um período tão complicado, mas também serve como uma crítica a todo este momento que estamos vivendo. As pessoas precisam ver que o humor tem esta função social também”.

Leandro Hassum no primeiro 'O candidato honesto', de 2014 (Foto: Divulgação)Leandro Hassum no primeiro 'O candidato honesto', de 2014 (Foto: Divulgação)

Leandro Hassum no primeiro ‘O candidato honesto’, de 2014 (Foto: Divulgação)

Hassum só ingressa na política como personagem mesmo. Ele nunca recebeu convite para o meio, mas já deixa claro que não aceitaria. “É algo que realmente não me interessa. Prefiro ficar de fora observando e fazendo humor”. Mas caso fosse candidato à presidência, a proposta seria boa: “Foco na educação, saúde e segurança. Exatamente o contrário do que se faz hoje”.

O “não” que seria dito para a política não seria resposta para algum diretor que pedisse para Hassum ganhar alguns quilinhos para um novo personagem. Em 2014, o ator se submeteu a uma cirurgia bariátrica, eliminando mais de 60kg. E ele não vê problema em recuperar alguns deles para um projeto artístico.

“Acima de tudo, sou um ator e estou pronto para me adaptar a qualquer papel que me desafie e conte uma história bacana. Então se precisar, engordaria sim. Mas com a operação que fiz, não seria exatamente muito fácil”.

Hassum está acostumado a fazer todos rirem com seus personagens, mas o que arranca gargalhadas do ator? “Gosto muito de ver shows de stand up de comediantes brasileiros e americanos, séries de TV e filmes. Estou sempre buscando ver tudo relativo ao mundo do humor”.

O ator ainda fala sobre o fato de alguns humoristas comentarem sobre a dificuldade de se fazer humor atualmente, citando a patrulha do “politicamente correto”.

“Realmente existe uma patrulha acerca do que supostamente seria o politicamente correto, mas eu sigo acreditando que o humor se faz com total liberdade, assim como qualquer manifestação artística. Não se pode usar isto para exercer quaisquer tipo de censura”.

Leandro Hassum e Mel Maia: Théo e Duda em Leandro Hassum e Mel Maia: Théo e Duda em

Leandro Hassum e Mel Maia: Théo e Duda em “A Cara do Pai” (Foto: Gshow/Raphael Dias)

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here