Londres se nega a confirmar morte de extremista britânica na Síria

0

O ministro da Defesa britânico, Michael Fallon, se negou nesta quinta-feira (12) a confirmar a morte de uma mãe de família britânica que teria envolvimento com o grupo extremista Estado Islâmico (EI) na Síria.

Segundo a imprensa britânica, Sally Jones, rebatizada para “viúva branca” pelos meios de comunicação de seu país, foi abatida por um drone americano na Síria.

Questionado sobre isso, Fallon se negou a comentar o caso, mas disse que qualquer cidadão britânico que tenha se unido ao grupo EI corre o risco de ser um alvo de ataque da coalizão internacional.

“Posso confirmar que se você é um cidadão britânico no Iraque ou na Síria, e você escolheu combater nas fileiras do Daesh (acrônimo árabe do EI), uma organização ilegal que prepara e inspira ataques terroristas em nossas ruas, isso faz de você um alvo legítimo”, disse em coletiva de imprensa em Londres.

Sally Jones, conhecida por realizar recrutamentos para o EI e fomentar ataques terroristas na Europa, teria morrido durante um ataque americano em junho na Síria.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here