Monitor da Violência: cerca de 90% dos casos de morte violenta em uma semana estão em aberto no CE

0

Dois meses e meio depois, 91,06% do total de casos de morte violenta ocorridos entre 21 e 27 de agosto no Ceará continuam em aberto e apenas 8,94% registram alguma prisão. Se forem excluídos os crimes em que não foi possível obter o status ou sobre os quais a polícia não repassou informações, o índice de casos em andamento é de 88,04% (e o de prisões, 11,96%). Os dados são resultado do acompanhamento de 123 homicídios registrados no estado no Monitor da Violência.

O G1 registrou, no período de 21 a 27 de agosto, todas as mortes violentas ocorridas no Brasil. Agora, acompanha todos esses casos. O trabalho é resultado de uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Com uma série de iniciativas que envolvem reportagem e análise de dados, o projeto se chama Monitor da Violência.

Foram 22 pessoas no Ceará presas por participação em 11 destes casos. Nos outros 81 casos em que foi possível chegar ao status das investigações não houve nenhuma prisão. Um homem preso pela morte de Francisco Hélio da Silva Sousa, que ocorreu em 22 de agosto, respondia por 11 homicídios, cinco deles em uma chacina na cidade de Horizonte em 12 de junho deste ano. O asssassino foi envenenado e morto na cadeia de Caucaia. Em outro caso do Ceará, dois presos pela morte de Michael Pereira da Silva, em Horizonte (inquérito 474/2017), fugiram e um deles acabou novamente na prisão porque foi apanhado em outro crime e voltou para cadeia da cidade de Pacajus, de onde havia escapado.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here