Monte Negro – ONG irá implantar programa Lixo Zero Social 10

0

No último dia (03), aconteceu o Curso de OMS (Ordem do Mérito Social) da Confederação Elo Social do Brasil. Que após este Curso instalou-se a Assembléia onde foram eleitos e empossados os Diretores Estaduais e Regionais, no caso de Monte Negro que é sede da Regional composta pelos municípios (MONTE NEGRO, BURITIS, CAMPO NOVO DE RONDÔNIA, CACAULÂNDIA, ALTO PARAISO) tais regionais surgiram por uma “nova divisão política municipal” para implantação do Projeto, contemplando a cada 100 mil habitantes com 01 REGIONAL, sendo um Prédio Social, 01 Usina CTT (Centro de transporte e transbordo e seleção de riquezas), 01 Cooperativa.

Uma das 18 sedes regionais, está sendo implantada em Monte Negro, onde será desenvolvido o Projeto “Lixo Zero Social 10”, que corresponde a proposta de revolucionar a destinação do lixo de toda região. E trazer uma grande transformação de conhecimentos de direitos e cidadania.

O Projeto conta com o Sistema de Usinas INER de Destinação de Lixo que serão custeadas e implantadas pelo setor privado não serão vendidas para o governo de forma alguma.

Foto do antigo lixão de Monte Negro

De acordo com a Lei 12.305/2010 o prazo pra encerramento dos lixões era 2 de agosto de 2014 e a partir desta data, os rejeitos deveriam ter uma disposição final ambientalmente adequada. Nesta proposta, a cada 100 mil habitantes haverá um Centro de Triagem e Transbordo e o projeto prevê a inclusão social, constituição de cooperativas de trabalho e ofertas de cursos de capacitação.

As Usinas do Grupo Iner, tem o diferencial de reciclar e aproveitar 100% do lixo produzido pelo cidadão. Isto quer dizer que o nosso compromisso com a implantação do Lixo Zero Social 10 é acabar com todos os lixões “legais”, ilegais e aterros sanitários.

O programa “Lixo Zero Social 10” absorve todo o complexo de recepção, tratamento e destinação final dos resíduos, inclusive do lixo hospitalar. De acordo com Presidente Nacional da CESB, Senhor Jomateleno Teixeira todo o lixo produzido pelo cidadão e por empresas será recebido pelo Grupo, colocando todos os municípios de Rondônia em conformidade com a Lei 12.305/10 que cuida da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Questionados sobre a viabilidade do investimento, o Senhor Jomateleno Teixeira, garante que os valores se pagam em até oito meses. De acordo com ele, há uma grande variedade de produtos oriundos das usinas, que incluem compostagem, incineração e cremação. Assim, além do carvão, também haverá produção de móveis e itens de decoração. Ele reforça que já foi estabelecida uma parceria com o Sindicato Nacional dos Decoradores e Tapeceiros (Sindetap).

Assim, a lucratividades dos estabelecimentos deverá ser obtida por meio destas iniciativas. Para as prefeituras, a economia estimada pela ONG é de 40% em comparação a média de gastos atuais com a coleta e destinação do lixo.

Os Diretores da Regional Monte Negro são: Thaysa Débora Queiroz (Licenciada em Biologia), Cristina de Jesus Miranda (Psicóloga), Álvaro Ronconi (Educador Fisico), Flávio Melo (Gestor Ambiental), Ricardo (Assistente Social) e ainda um Advogado e um Bacharel em Direito que foram empossados e terão a incumbência de atender a população na Sede Social, e representar a CESB – Confederação Elo Social do Brasil na Região.

Saiba mais dos projetos e do programa de trabalho no site: www.elosocial.org.br

Maiores Informações pelo email: elosocial.ro.montenegro@gmail.com

Canal do Youtube, conheça os projetos e plantas

Fonte: Assessoria

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here