Moradora denuncia abuso de autoridade de policiais militares de Óbidos em post nas redes sociais

Marcella Lima ressalta que entende que os militares fazem seu trabalho, mas reclama de ‘exagero’. Uma abordagem da Polícia Militar de Óbidos, no oeste do Pará, a um jovem que estava no canto de sua casa no bairro São Francisco, surpreendeu Marcella Lima que decidiu expor sua opinião nas redes sociais. Segundo ela, os policiais quebraram uma cadeira antes de ir embora. O caso ocorreu por volta das 21h de terça-feira (13), e chamou a atenção dos vizinhos.
Moradora denunciou nas redes sociais maneira como vizinho foi abordado por militares
Reprodução/Facebook Marcella Mayra Lima
Em uma publicação no Facebook, Marcella destacou o bom trabalho que os militares têm feito, mas reclamou de “exagero”. “Eles não agrediram o rapaz, só pediram para ver o celular dele, devolveram o telefone e mandaram ele ir pra casa. Tinha duas cadeiras, em uma ele estava sentado, na outra o irmão dele que já tinha ido embora. Daí ele atravessou a rua, levou uma cadeira e quando voltou um dos policiais subiu na calçada com a moto, acelerou e quebrou a outra cadeira”, disse Marcella.
Segundo ela, eram três militares que estavam em motocicletas e não foram identificados porque fazem as abordagens encapuzados. “Quero parabenizá-los por cuidar da segurança do bairro, que é mal visto, mas aqui também mora gente do bem”, ressaltou.
Cadeira foi quebrada durante abordagem policial
Marcella Lima/Arquivo Pessoal
O comandante do CPR-1, coronel Héldson Tomaso, explicou que todos os militares passam por treinamentos, mas os cidadãos que se sentirem de alguma maneira incomodados com a abordagem dos militares podem entrar em contato com a Ouvidoria. “Qualquer cidadão que se achar injustiçado por uma ação nossa, ou presenciar ilegalidades, pode e deve nos procurar pois temos uma corregedoria vigilante onde todas denúncias são devidamente apuradas”, frisou.
Para denúncias o CPR-1 disponibiliza o telefone (93) 98401-5263 ou 181.


Fonte:G1