Movimento intenso é registrado na saída do feriado em São Luís

0

Por conta do feriado prolongado em São Luís, desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (7), foi registrado um movimento intenso nos terminais de passageiros e longas filas de carros deixando a capital rumo ao interior do estado.

No Terminal da Ponta da Espera, as embarcações de Ferry Boats começaram a operar desde as 2h da manhã e nem dessa forma, foi possível evitar que uma longa fila de espera de veículos se formasse no local. “São 140 veículos que não se planejaram e não compraram a passagem e infelizmente essas pessoas estão aguardando a possibilidade de um Ferry levar elas, ou então a desistência de alguém”, explicou Glauco Vaz, coordenador de operações.

Na BR-135 o inicio do feriado começou movimentado na principal saída de veículos de São Luís. Muitos motoristas que resolveram passar o feriado da Independência do Brasil e do Aniversário de São Luís, comemorado nesta sexta-feira (8), em outras cidades do Maranhão e em outros estados.

Para que a viagem por terra seja mais tranquila e segura é necessário que o motorista realize uma revisão no veículo, calibragem dos pneus, a verificação dos níveis de óleo, freios e motor e água no radiador. Além disso, o motorista não deve ingerir bebida alcoólica se for dirigir e programar as paradas para descanso.

Os motoristas não podem esquecer os limites de velocidade que são estimados para o trafego em rodovias, além do uso dos faróis acesos até mesmo durante o dia. Para veículos de passeio, a máxima de limite é de 100 km/h e o motorista que for pego dirigindo acima deste limite está sujeito à multa.

A Polícia Rodoviária Federal recomenda que para ter uma viagem tranquila, é preciso que os motoristas respeitem as leis de trânsito. “Nada de exceder a velocidade, sempre andar no limite, fazer ultrapassagem só quando ver que dá pra fazer, acender os faróis que é muito importante. Entrou na BR, deve usar luz baixa que evita colisão frontal. Seguindo as leis de trânsito já evita 90% alguma acidente que possa ocorrer”, explica o inspetor Ipácio Segundo, da PRF.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here