Mulher suspeita de planejar e executar o assassinato do próprio marido é presa em Porto Velho

0

Segundo a polícia, a mulher estava foragida desde o dia do crime. Ela foi localizada em um salão de beleza, depois que os investigadores receberam uma denúncia anônima sobre a localização.

Presa, a suspeita foi encaminhada à Delegacia de Homicídios e, posteriormente, foi levada ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito. Como o delegado que apura o caso está viajando para o interior de Rondônia para ouvir possíveis testemunhas, a suspeita só passará por oitiva quando o delegado retorna à capital. Enquanto isso, a mulher será mantida presa no presídio feminino.

O diretor da Divisão de Homicídios, delegado Jeremias Mendes de Souza, diz que as investigações devem continuar para identificar um homem que foi filmado por câmeras de segurança ao realizar saques na conta da vítima. “É possível que esse homem seja cúmplice no homicídio”, explicou Jeremias Mendes. (assista a entrevista no vídeo acima)

O advogado de Cleonice foi procurado pela reportagem do G1, mas ele não quis fazer qualquer comentário.

O crime aconteceu no dia 9 de junho deste ano. O corpo da vítima foi encontrada na região do Ramal Maravilha, na margem esquerda do rio Madeira, zona riberinha de Porto Velho. Cleonice Pereira estava com mandado de prisão decretado pela Justiça. Ela desapareceu depois que a polícia encontrou o corpo do marido dela.

O casal estava junto a pouco mais de um ano e morava com dois filhos da suspeita. Segundo a polícia no dia 25 de maio Cleonice fez um registro policial falso em que informava o desaparecimento do marido, mas a polícia confirmou que a vítima estava viajando a trabalho.

A Polícia desconfiou de Cleonice quando o homem realmente desapareceu e ela não fez nenhuma ocorrência do caso. De acordo com as investigações, Cleonice continuou usando o cartão bancário da vítima após o assassinato.

Fonte: G1 / RO

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here