Na surdina, Facebook contorna restrições locais e lança novo app na China

0

Mesmo com a China erguendo cada vez mais as suas barreiras na internet, parece que o Facebook finalmente conseguiu encontrar uma rachadura do Grande Firewall para chegar à população do país. Ainda que a própria rede social e diversos dos produtos da empresa continuem banidos em território chinês, Mark Zuckerberg aparentemente conseguiu publicar um novo app na região sem fazer nenhum alarde: o Colorful Balloons.

Apesar do nome estranho e de o software não parecer fazer parte do catálogo da companhia, trata-se de um app já lançado de outra forma no restante do mundo, mas que foi modificado para driblar as cada vez mais restritas regras do país. De acordo com uma reportagem do New York Times, o programa é nada menos que o equivalente chinês ao Moments, um app que tem foco no compartilhamento de fotos entre amigos.

Os dois apps lado a lado

A diferença aqui, é que, para se adequar à China, o Colorful Balloons não usa suas conexões do Facebook para sugerir envios e recebimentos. No lugar da plataforma ocidental, ele recorre ao popular mensageiro WeChat para fazer as ligações e trocas de figurinhas entre contatos. Some a isso o fato de não haver nenhuma menção externa à rede social de Zuckerberg e você tem em mãos uma estratégia bem interessante para entrar em um mercado cheio de potencial.

Esforço contínuo em entender essa região

Para conseguir esse feito, o Facebook conseguiu a aprovação prévia das autoridades locais em meados de maio deste ano e publicou o app nas lojas chinesas em uma parceria com a Youge Internet Technology, uma empresa especializada no setor. Ao NYT, a companhia não confirmou ou negou a tática de criar um clone do Moments para o público chinês, mas reforçou mais uma vez o interesse da marca no país e que há um esforço contínuo em entender essa região.

Com tudo isso, a chegada do Colorful Balloons à China não deve viralizar ou render uma fortuna para a empresa, mas deve oferecer dados importantes para que ela analise o comportamento dos chineses e descubra novas oportunidades por lá.

Fonte: TecMundo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here