Operação investiga suposta fraude  em licitação de Alta Floresta do Oeste, RO

0

O Ministério Público do Estado de Rondônia (MP-RO) e a Polícia Civil deflagraram nesta terça-feira (12) a Operação Fáeton, que investiga suposta fraude em licitação em Alta Floresta do Oeste (RO), na Zona da Mata. Durante o dia foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão, inclusive na sede da prefeitura do município. O atual prefeito de Alta Floresta teve o afastamento das funções por 90 dias, a assessoria disse que ele não irá se pronunciar por enquanto.

Segundo o MP-RO, as investigações conduzidas pelo Centro de Atividades Extrajudiciais (Caex) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em conjunto com a Promotoria de Justiça de Alta Floresta D’Oeste, revelaram a existência de uma suposta organização criminosa dentro da prefeitura para fraudar a licitação e execução dos serviços de transporte escolar.

Ainda segundo o MP-RO, o suposto esquema de fraude envolvia empresários e agentes públicos, que fraudavam licitações fazendo com que determinada empresa fosse decretada vencedora e a execução de fato do contrato ficasse a cargo de outra empresa do grupo criminoso.

A empresa vencedora da licitação não possuía veículos e funcionários registrados. Além de Alta Floresta, a polícia suspeita de pessoas envolvidas em Cacoal e Rolim de Moura, municípios de Rondônia.

Entre as medidas cautelares deferidas pelo Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) estão 13 mandados de busca e apreensão, inclusive na sede da prefeitura de Alta Floresta, ordens de indisponibilidade de bens de sete envolvidos e cinco suspensões do exercício da função pública, inclusive do prefeito de Alta Floresta.

Por telefone, a assessoria de imprensa da prefeitura do município informou que o prefeito deve se pronunciar sobre o caso após ter acesso ao relatório feito pelo MP-RO

Busca e apreensão em Cacoal

Durante o cumprimento de uma ordem de condução coercitiva e busca e apreensão realizada na residência de um empresário, de 37 anos, envolvido na Operação Fáeton, em Cacoal, a polícia civil encontrou uma espingarda e munições. O homem foi conduzido a delegacia por porte ilegal de arma.

A arma e as munições estavam dentro de um guarda-roupa do quarto. No local foram encontradas uma espingarda calibre 36 sem marca e dentro de uma mochila 19 cartuchos calibre 36, sendo 9 deflagrados e 10 intactos, cinco cartuchos calibre 28, sendo três intactos e dois deflagrados, seis potes com chumbos, um bolo de vela para tapar as munições carregadas e dois fracos com pólvora.

Fonte: G1 / RO

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here