Os precursores da "pós-verdade"

0

Com a Copa do Mundo, a Rússia estará sob os holofotes em 2018. Quem quiser entender o país de Vladimir Putin precisa ler Peter Pomerantsev. Filho de dissidentes russos exilados no Reino Unido, Pomerantsev voltou à terra natal (de onde saíra ainda bebê) quando Putin consolidava seu poder. Viveu lá por quase uma década e, em 2014, lançou um livro em que narra sua experiência na Rússia: Nothing is true and everything is possible (Nada é verdade e tudo é possível), tema de minha coluna na revista Época desta semana. “A Rússia experimentou com diferentes modelos a velocidade alucinante: a estagnação soviética levou à perestroika, que levou ao colapso da URSS, à euforia liberal, ao desastre econômico, à oligarquia e ao Estado mafioso”, escreve. “Como acreditar em qualquer coisa quando tudo muda tão rápido?” Por meio da história de dezenas de personagens, ele narra como os russos são os verdadeiros precursores da era das “fake news” e da “pós-verdade”. “São Yuri Gagárin na cultura de gravidade zero”, onde nada fica preso ao chão e, como diz o artífice da estratégia de comunicação de Putin, “tudo são relações públicas”.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here