'Pica-Pau': filme americano com Thaila Ayala dublada em português chega aos cinemas… Só do Brasil

0

‘Pica-Pau’: Filme com Thaila Ayala ganha trailer

Desde que foi anunciado, em julho de 2016, o filme do “Pica-Pau” tem colecionado momentos incomuns. Desde o anúncio da brasileira Thaila Ayala no elenco até o trailer em que a atriz aparecia dublada por outra pessoa, a produção americana levantava mais dúvidas que ansiedade. Nesta quinta-feira (5), o longa terá a oportunidade de dar algumas respostas aos fãs do personagem ao estrear nos cinemas do Brasil… para depois ser lançado direto para DVD ou streaming no resto do mundo. Eventualmente. Assista ao trailer no vídeo acima.

Antes de mais nada, é importante lembrar os fatos estranhos que envolvem o filme:

  • É uma produção americana gravada em inglês no Canadá, mas o personagem não é muito popular nesses países
  • O longa é estrelado por um Pica-Pau computadorizado com atores reais
  • A brasileira Thaila Ayala foi escalada pro elenco
  • Todo material de divulgação do filme foi lançado apenas em português
  • No trailer, Ayala é dublada por outra atriz (ela se dublará na versão dos cinemas, pelo menos)
  • “Pica-Pau” será lançado nos cinemas apenas no Brasil

A decisão parece ser baseada na popularidade do personagem no país, onde o desenho estrelado pelo pássaro criado por Walter Lantz e Ben Hardaway em 1940 é exibido até hoje.

Tanto que o filme será exibido em cerca de 720 salas no Brasil. Não é muito em comparação a um monstro como “Procurando Dory”, que estreou em 1.241 salas em maio de 2016, mas é mais que a grande animação mais recente, “Lego Ninjago: O filme”, lançado em pouco menos de 500 telas.

'Pica-Pau' une computação gráfica e atores reais (Foto: Divulgação)'Pica-Pau' une computação gráfica e atores reais (Foto: Divulgação)

‘Pica-Pau’ une computação gráfica e atores reais (Foto: Divulgação)

Mas a estratégia de distribuição também revela a relativa obscuridade no resto do mundo. “Eu contracenei com uma criança no filme, e com certeza ele não conhecia muito, não”, conta Ayala em entrevista ao G1. “Ele foi muito grande nos Estados Unidos nos anos 1960. Muito antes do nosso.”

Um texto publicado pelo jornal britânico “The Guardian” após a divulgação do trailer em português resume bem o reconhecimento do Pica-Pau em outros lugares:

“‘O pássaro mais famoso do mundo.’ Algo que o Pica-Pau obviamente não é, a menos que você por acaso tenha entre 50 e 85 anos e tenha passado a maior parte da sua vida adulta freneticamente evitando ‘Vila Sésamo’ ou jogos de iPhone ou Twitter ou desenhos ou a maior parte dos livros infantis ou 90% das corujas da vida real.”

Thaila Ayala fala sobre o trabalho em 'Pica-Pau: o filme' e sua próxima novela

Thaila Ayala fala sobre o trabalho em ‘Pica-Pau: o filme’ e sua próxima novela

Por que gravar um filme internacional apenas para o Brasil?

“O Brasil é essencial para o lançamento deste novo capítulo na vida do Pica-Pau”, começa a explicar para o G1 o diretor Alex Zamm, mais conhecido por continuações lançadas nos EUA direto para DVD, como “Inspetor Bugiganga 2” (2003) e “O fada do dente 2” (2012) e “Um herói de brinquedo 2” (2014). Ele logo em seguida desconversa.

“O processo de fazer este filme foi o mesmo de outros longas. Nós sentimos a necessidade de sermos verdadeiros ao espírito e o DNA verdadeiros do Pica-Pau, o que explica por que ele é e continua a ser um personagem amado ao redor do mundo.”

A tática não é exatamente novidade aos estúdios americanos. Em 2015, a Warner Bros. licenciou o desenho do “Manda-Chuva” para um estúdio mexicano, onde o personagem tem maior popularidade, para um longa animado com o gato trambiqueiro.

Cena da animação 'Pica-Pau', com Thayla Ayala (Foto: Reprodução)Cena da animação 'Pica-Pau', com Thayla Ayala (Foto: Reprodução)

Cena da animação ‘Pica-Pau’, com Thayla Ayala (Foto: Reprodução)

“O Pica-Pau é um personagem icônico que é amado por gerações de fãs ao redor do mundo”, diz Zamm.

“Assim como era hora de reapresentar ‘Alvin & os Esquilos’ e outros personagens clássicos dos desenhos para um novo público, era hora de dar aos pais um filme do Pica-Pau para que compartilhassem com suas famílias”, fala o cineasta.

Ele só se esquece de mencionar que a série com atores reais e computação gráfica estrelada pelos pequenos roedores estreou nos cinemas americanos em 2007, gerou 3 continuações e arrecadou mais de US$ 1,3 bilhão ao redor do mundo.

Mas pelo menos o diretor Darren Aronofsky, de “Mãe!”, recomenda que assistam ao “Pica-Pau”. Talvez isso seja ainda mais estranho.

Thaila Ayala e Timothy Omundson em cena de 'Pica-Pau' (Foto: Divulgação)Thaila Ayala e Timothy Omundson em cena de 'Pica-Pau' (Foto: Divulgação)

Thaila Ayala e Timothy Omundson em cena de ‘Pica-Pau’ (Foto: Divulgação)

Thaila Ayala em cena de 'Pica-Pau' (Foto: Divulgação)Thaila Ayala em cena de 'Pica-Pau' (Foto: Divulgação)

Thaila Ayala em cena de ‘Pica-Pau’ (Foto: Divulgação)

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here