Policial preso por chefiar milícia contratava criminosos para roubar comerciantes no Ceará, diz delegado

0

O policial militar preso na quarta-feira (8) em Boa Viagem, no interior do Ceará, suspeito de ser um dos chefes de uma quadrilha envolvida com tráfico de drogas e milícía, extorquia dinheiro de comerciantes para impedir que fossem realizados assaltos. Segundo a Polícia Civil, as vítimas que se recusavam a pagar a “taxa de proteção” eram roubadas por criminosos contratados pelo próprio policial. Ao todo, nove pessoas foram presas.

As prisões ocorreram durante a “Operação Overdose”, que cumpriu 12 mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão. Quatro alvos dos mandados já estavam presos. Com o grupo, a polícia apreendeu oito armas de fogo e R$ 12 mil.

Conforme o delegado Tiago Martinez, titular da Delegacia de Boa Viagem, as investigações iniciaram para apurar denúncias de tráfico de drogas. A polícia identificou, no decorrer das apurações, que o grupo formava uma milícia e também era envolvido com o comércio de armas de fogo, roubos, receptação, extorsão, homicídios e agiotagem. Os criminosos também eram responsáveis por ingressar com celulares em diversos presídios do estado.

O esquema era comandado por um cabo da Polícia Militar, que foi preso durante a operação. Ele era o responsável por fazer o contato com comerciantes, cobrar taxas para evitar assaltos e coletar os valores. Além disso, o agente exigia dinheiro para entregar motocicletas roubadas que haviam sido recuperadas pela polícia.

Policial contratava assaltantes

O delegado Marcos Aurélio, diretor do Departamento de Polícia do Interior Norte, contou que o policial preso acionava assaltantes para roubar os comerciantes que se recusavam a pagar pela proteção da milícia. Durante a prisão, o agente foi flagrado negociando a recuperação de produtos roubados.

Marcos Aurélio acrescentou que o PM é suspeito de praticar os crimes de tráfico e associação para o tráfico, agiotagem, comércio ilegal de arma de fogo, extorsão e receptação. O policial preso foi encaminhado ao Presídio Militar, onde permanecerá até o pronunciamento da Justiça.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here