Por meio de aplicativo, Sine no AP tem mais de 50 encaminhamentos para empregos

0

O Sistema Nacional de Empregos (Sine) registrou mais de 50 encaminhamentos de candidatos para a fase de entrevistas no Amapá, por meio do aplicativo Sine Fácil. A plataforma ajuda a buscar e a candidatar profissionais para vagas de trabalho. A ferramenta é desenvolvida pelo Ministério do Trabalho em parceria com a Dataprev e foi lançada há seis meses.

Nos seis meses de funcionamento, o Sine Fácil encaminhou 200.340 mil trabalhadores às vagas ofertadas em todo o país. Na última atualização, feita em 29 de novembro, eram mais de 31 mil vagas de emprego em aberto para vários seguimentos profissionais.

Além de pesquisar por vagas do seu interesse, o usuário pode acompanhar o seguro-desemprego, acessar informações sobre o abono salarial e consultar contratos de trabalho cadastrados. Até esta publicação, ainda não havia sido feita nenhuma efetivação no estado.

O aplicativo oficial do Sistema Nacional de Emprego também oferece a opção de salvar todas as entrevistas agendadas, o que pode ser útil para não se esquecer de comparecer aos compromissos nas datas e horários combinados.

Após baixar o Sine Fácil no celular, é preciso fazer o cadastro, que pode ser realizado de duas formas: no site (meu.inss.gov.br/gateway/login.jsp), também chamado de “cidadão.br”, ou QR Code, um código de acesso.

“Essa é uma forma de auxiliar as pessoas na busca pela vaga de emprego e facilitar o atendimento do Sine. As vagas de emprego que aparecerão para o trabalhador serão filtradas conforme o que ele tiver preenchido nos campos. Um código será gerado e ele deve procurar a instituição para apresentar a documentação”, explicou o gerente do Sine no Amapá, Júnior Braga.

Em todo o Brasil são 79.453 cadastrados no aplicativo e um total de 4.069 encaminhamentos. O aplicativo gratuito funciona em qualquer celular com sistema operacional Android ou iOS. Os estados com maior número de contratações realizadas com a intermediação do Sine Fácil depois de São Paulo foram Paraná (620), Bahia (461), Ceará (262), Goiás (249), Mato Grosso do Sul (186), Minas Gerais (184) e Pernambuco (182).

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here