Preso por não pagar pensão alimentícia, ex-jogador Gil é solto – Esportes


O ex-jogador Gil, que brilhou com a camisa do Corinthians nos anos 2000, foi solto na última segunda-feira (5) após conseguir alvará de soltura. Gil havia ficado quatro dias na cadeia de Penápolis (SP) pelo não pagamento de pensão alimentícia. A informação foi confirmada por um dos representantes do jogador, que não quis dar mais esclarecimentos sobre o caso.


De acordo com informações da Polícia Civil do Estado, a dívida de Gil até setembro de 2018 era de R$ 25.181,55, se descontadas as correções. Caso Gil não pague a dívida, deve ficar retido por mais ao menos 30 dias. O R7 tentou contato telefônico com o próprio Gil, mas não obteve retorno.


Leia mais: Justiça determina penhora da taça do Mundial do Corinthians


Gil, de 38 anos, foi preso em sua casa, em um condomínio fechado na cidade de Araçatuba, e levado para a cadeia pública da cidade vizinha, Penápolis.


O atleta foi revelado no Corinthians no ano 2000, tendo vencido a Copa São Paulo de Futebol Júnior, no ano anterior. O atacante foi campeão Paulista (2001 e 2003), do Rio-São Paulo (2002) e da Copa do Brasil (2002). O jogador deixou os gramados em 2016 depois de atuar no Juventus.


Veja tamém: Corinthians antecipa concentração para clássico


COSME: Troféu do Mundial penhorado. O maior vexame do Corinthians


Curta a página de Esportes do R7 no Facebook


Confira quem são os fregueses nos principais clássicos do Brasil



Fonte: R7