Retrospectiva 2017: relembre os fatos que marcaram o ano em Rondônia

0
Relembre os fatos que marcaram Rondônia neste ano (Foto: Arte G1)Relembre os fatos que marcaram Rondônia neste ano (Foto: Arte G1)

Relembre os fatos que marcaram Rondônia neste ano (Foto: Arte G1)

Crimes violentos, acidentes fatais, decisões polêmicas de políticos, golpes e estupros foram alguns dos assuntos que marcaram o ano em Rondônia. Nesta véspera de fim de ano, o G1 listou notícias publicadas entre janeiro e dezembro que mais foram acessadas pelos leitores.

O ano começou com uma polêmica envolvendo o prefeito Thiago Flores (PMDB), em Ariquemes (RO). Conforme ordem do mandatário, as escolas deveriam retirar trechos de livros escolares com união entre gays.

O caso ganhou repercussão em todo Brasil e o Ministério da Educação (MEC) classificou a decisão como uma “afronta”. Por causa da polêmica, o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Thiago Flores trocaram “farpas” nas redes sociais.

Livros escolares com páginas vetadas falavam sobre diversidade familiar (Foto: Rede Amazônica/ Reprodução)Livros escolares com páginas vetadas falavam sobre diversidade familiar (Foto: Rede Amazônica/ Reprodução)

Livros escolares com páginas vetadas falavam sobre diversidade familiar (Foto: Rede Amazônica/ Reprodução)

No mesmo mês, uma decisão do prefeito Hildon Chaves (PSDB) surpreendeu os moradores de Porto Velho. Na ocasião, o executivo abriu mão do salário de mais de R$ 20 mil pelos próximos quatro anos. Com isso, o salário de Hildon passou a ser doado mensalmente para uma instituição carente da capital.

Acidentes e casos de polícia

No mês de fevereiro, uma brincadeira entre amigos terminou em tragédia no município de Itaupã do Oeste (RO). Na ocasião, um rapaz de 18 anos morreu depois de ser empurrado de cima de uma ponte. O acidente foi registrado em vídeo (assista aqui).

Jovem caiu após ser empurrado por mulher em cima de ponte (Foto: Reprodução/ WhatsApp)Jovem caiu após ser empurrado por mulher em cima de ponte (Foto: Reprodução/ WhatsApp)

Jovem caiu após ser empurrado por mulher em cima de ponte (Foto: Reprodução/ WhatsApp)

No mesmo dia, uma mulher tentou atropelar o marido após suspeitar que ela estava sendo traída pelo homem. À polícia, a suspeita contou que foi até Ji-Paraná (RO) para dar ‘uma lição’ no esposo.

Logo depois do feriado de Carnaval, uma adolescente de 13 anos morreu após cair da garupa de uma moto e ser atingida por uma carreta na BR-364, em Jaru (RO).

No mês de agosto, fotos íntimas foram o motivo de um homicídio em Espigão D’Oeste (RO). Segundo a Polícia Civil, o ex-secretário municipal de saúde, Eduardo Bezerra da Cruz, foi preso acusado de mandar matar a tiros o ex-amante por causa de uma ‘nudes’.

Eduardo Bezerra da Cruz teria sido chantageado com fotos íntimas, segundo Civil (Foto: Prefeitura Espigão D'Oeste/Divulgação)Eduardo Bezerra da Cruz teria sido chantageado com fotos íntimas, segundo Civil (Foto: Prefeitura Espigão D'Oeste/Divulgação)

Eduardo Bezerra da Cruz teria sido chantageado com fotos íntimas, segundo Civil (Foto: Prefeitura Espigão D’Oeste/Divulgação)

Conforme investigações, Eduardo decidiu matar o biólogo de 32 anos porque a vítima estava ameaçando divulgar as fotos íntimas do servidor.

No mês de março, uma mulher de 54 anos perdeu R$ 5,2 mil no golpe da recompensa. O crime ocorreu logo depois de ela sacar o dinheiro referente ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) inativo, em Vilhena (RO).

Ainda em março, um casal foi preso depois de criar uma falsa agência de modelos para aliciar jovens para a prática de rituais satânicos, em Porto Velho. Segundo investigação, os suspeitos atraíam as vítimas até um motel para ameaçá-las e estuprá-las sobre uma estrela desenhada no chão, ao lado de velas pretas.

No Vale do Jamari, uma família celebrou na Justiça a condenação de um pai que estuprou filhas por 15 anos. A condenação dele foi de 85 anos. Investigações reveleram que o acusado chegou a ter um filho-neto com a mais velha, e teria pago para o filho de 16 anos registrar a criança em seu nome para que o crime não fosse descoberto.

Uma adolescente de Cerejeiras (RO) foi encontrada morta. Segundo a Polícia Civil na época, Jéssica Moreira Hernandes teria sido morta em um suposto teste de fidelidade. A suspeita inicial era de que a vítima tivesse sido morta pelo namorado, mas ele foi absolvido da acusação meses depois. Só o primo do namorado de Jéssica foi apontado como responsável pela morte.

Em foto publicada por Ismael, Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, se declara ao namorado (Foto: Facebook/Reprodução)Em foto publicada por Ismael, Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, se declara ao namorado (Foto: Facebook/Reprodução)

Em foto publicada por Ismael, Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, se declara ao namorado (Foto: Facebook/Reprodução)

Em abril, cinco jovens foram mortos a tiros durante uma chacina em uma festa em Cabixi (RO), na região do Cone Sul. A chacina ocorreu depois que quatro suspeitos armados chegaram ao local , mandaram os convidados deitarem de bruços no chão e executaram cinco deles com tiros na cabeça.

Dias depois, um adolescente foi achado morto dentro de uma aldeia indígena na região de Ji-Paraná. A vítima estava desaparecida há 25 dias, segundo a polícia. Fernando Freitas desapareceu depois de ficar dentro do carro ouvindo música. O corpo dele foi achado já em decomposição.

No mês de maio, uma mulher foi morta e enterrada pelo próprio marido no quintal de casa, em Ji-Paraná. O corpo da jovem de 29 anos só foi achado porque o suspeito ligou para a filha e contou que havia assassinado a namorada.

Inconformado com a separação da ex-mulher, um homem colocou fogo em uma casa enquanto a ex-sogra dele dormia dentro em Rolim de Moura (RO), em julho deste ano.

Ao ter uma crise de ciúmes, um outro homem também colocou fogo em casa com a família dentro. O caso aconteceu em julho, na cidade de Cacoal (RO).

No mês de outubro, duas crianças foram queimadas nuas pelo próprio padastro, perto de uma represa de Santa Luzia do Oeste. A mãe das meninas foi achada morta dias depois em uma casa. O único suspeito do crime foi encontrado morto, com o pênis exposto e sem um dos olhos..

Em junho deste ano, a jovem acusada de matar o ex-namorado a facadas, durante o ato sexual, teve a pena reduzida pela Justiça de 13 apara oito anos, em Vilhena. O pedido de redução da pena foi feita pela defesa de Vânia Basílio.

Vania (de amarelo) esteve na delegacia em 2017 para registrar boletim contra outra presidiária (Foto: José Manoel/Rede Amazônica)Vania (de amarelo) esteve na delegacia em 2017 para registrar boletim contra outra presidiária (Foto: José Manoel/Rede Amazônica)

Vania (de amarelo) esteve na delegacia em 2017 para registrar boletim contra outra presidiária (Foto: José Manoel/Rede Amazônica)

Três meses depois de ter a pena reduzida, Vânia foi agredida por uma presa do presídio feminino de Vilhena. Por causa da agressão, a jovem foi até a delegacia registrar um boletim de ocorrência.

O ano de 2017 também foi marcado por rodeios. Em junho, um peão de 24 anos morreu após ser pisoteado por um touro, durante uma montaria no distrito de Terra Boa em Alvorada do Oeste (RO). Um vídeo feito por um cinegrafista amador mostra quando o rapaz cai e é atingido pelas patas do animal (assista aqui).

Wanderson foi atingido por coice ao cair de boi (Foto: Reprodução)Wanderson foi atingido por coice ao cair de boi (Foto: Reprodução)

Wanderson foi atingido por coice ao cair de boi (Foto: Reprodução)

Em Cerejeiras, no mês de julho, um peão de 19 anos morreu após levar um coice de um touro. O acidente ocorreu durante um treinamento de montaria na zona rural e também foi filmado por um cinegrafista amador.

Um caso de intolerância religiosa chamou a atenção em Rondônia. Durante a celebração de Corpus Christi, um policial militar passou por cima do tapete com um carro.Segundo fiéis católicos, que ficaram revoltados com a ação, o condutor do veículo aparentava estar embriagado e, após destruir o tapete, relatou que decidiu destruí-lo por ser evangélico.

Carro passou por cima de tapete de corpus christi (Foto: Facebook/Reprodução)Carro passou por cima de tapete de corpus christi (Foto: Facebook/Reprodução)

Carro passou por cima de tapete de corpus christi (Foto: Facebook/Reprodução)

No mês de janeiro, a morte de uma sucuri de 5 metros, atropelada por um veículo na BR-364, ganhou repercussão entre os leitores do G1. O caso ocorreu em Ji-Paraná.

Sucuri sendo resgatada por bombeiros, em Ji-Paraná (Foto: Marco Bernardi/G1)Sucuri sendo resgatada por bombeiros, em Ji-Paraná (Foto: Marco Bernardi/G1)

Sucuri sendo resgatada por bombeiros, em Ji-Paraná (Foto: Marco Bernardi/G1)

Em Ji-Paraná, no mês de julho, uma sucuri de aproximadamente 4 metros foi capturada dentro de um igarapé no Centro de Ji-Paraná (RO). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o animal pesava 80 quilos e foi visto nadando no bairro por moradores, que imediatamente chamaram os militares.

Já em outubro, uma sucuri de 4 metros foi resgatada depois de ser agredida e carregada por moradores em uma avenida de Porto Velho.

Mais de 50 bovinos morreram após serem eletrocutados em uma propriedade rural de Ariquemes, no mês de agosto. A descarga elétrica ocorreu depois do poste de energia quebrar em um temporal e a fiação atingir os animais.

Bois estavam ao longo da cerca da propriedade (Foto: Jeferson Carlos/G1)Bois estavam ao longo da cerca da propriedade (Foto: Jeferson Carlos/G1)

Bois estavam ao longo da cerca da propriedade (Foto: Jeferson Carlos/G1)

Um rapaz de 21 anos passou por um grande susto ao ficar perdido em uma mata durante seis dias, em Buritis (RO), no Vale do Jamari. “Pensei que ia morrer”, disse Roniclesio Lopes da Silva em uma entrevista.

Em Ariquemes, uma bebê ficou conhecida na internet depois que a mãe dela começou a vesti-la com roupas iguais as de artistas famosas. As fotos da menina bombaram entre internautas.

Daiane diz que busca destacar seu trabalho em fotos (Foto: Arquivo Pessoal)Daiane diz que busca destacar seu trabalho em fotos (Foto: Arquivo Pessoal)

Daiane diz que busca destacar seu trabalho em fotos (Foto: Arquivo Pessoal)

A beleza de uma policial civil também bombou na internet em Rondônia neste ano. Daiane Krause, de Alta Floresta do Oeste (RO), viu a vida pessoal mudar quando fotos dela viralizaram na internet e um dos perfis chegou a ter 55 mil seguidores.

Outra criação que bombou na internet foi a de Geraldo Araújo, de Porto Velho. Ele foi o responsável pela construção da casa-avião. Vestindo roupas e o quepe de piloto da aviação, o técnico em eletrônica mostrou ao G1 como é o interior do avião feito acoplado na casa dele.

Casa-avião em Porto Velho (Foto: Jheniffer Núbia / G1)Casa-avião em Porto Velho (Foto: Jheniffer Núbia / G1)

Casa-avião em Porto Velho (Foto: Jheniffer Núbia / G1)

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here