São enterradas em Santo Antônio do Monte as vítimas de explosão de fábrica de fogos

0

A explosão ocorreu às 10h50 desta terça-feira (10) e apenas uma das vítimas, Solange Aparecida da Silva Santos, de 54 anos, trabalhava dentro do barracão. Joelma Aparecida de Morais, de 36 anos, foi até o local para chamar colega para almoçar e acabou sendo atingida.

A explosão desta terça-feira, segundo o órgão, é a quarta ocorrência do ano na cidade e, ao todo, cinco pessoas perderam a vida trabalhando nas fábricas. As causas deste acidente serão apuradas.

O coordenador do Sindicato das Indústrias de Explosivos de Minas Gerais (Sindiemg), Américo da Silva, informou que a empresa está prestando todo apoio aos familiares das vítimas. “Vamos aguardar o resultado da perícia para saber o que ocasionou o acidente. Somente o pavilhão da explosão ficou destruído, os outros não sofreram nenhum dano”.

O cabo da Polícia Militar, Rodrigo Costa descreveu o cenário encontrado após a explosão. “Recebemos a notícia da explosão por volta de 10h45 e, ao chegar no local, localizamos um corpo e apenas e fragmentos do outro”, detalhou.

O marido de Joelma, Ricardo Morais, disse que a esposa reclamava das condições de trabalho. “Ela sempre teve medo e fazia explosivo. Eu já tinha pedido para ela sair do emprego, mas ela não saiu. Peço a Deus força para criar nosso filho de oito anos”.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here