Traficante preso usava WhatsApp para vender drogas e divulgar operações policiais em Guaiúba, diz delegado

0

Um homem apontado pela polícia como um dos chefes do tráfico de drogas na cidade de Guaiúba, Região Metropolitana de Fortaleza, foi preso na noite desta segunda-feira (4). O suspeito negociava drogas pelo aplicativo de mensagens WhatsApp e divulgava informações sigilosas de operações policiais para outros criminosos. A polícia investiga que as operações repassadas procediam.

A prisão ocorreu durante uma operação conjunta do 14º Batalhão da Polícia Militar e policiais civis da Delegacia de Guaiúba. Segundo o delegado Francisco Cavalcante, que comandou a operação, o preso chefiava uma facção criminosa com atuação no tráfico de drogas e outros crimes na região.

Com ele, a polícia apreendeu dois quilos de cocaína, maconha prensada e uma balança, além de dinheiro oriundo do tráfico de entorpecentes. Um pé de maconha com quase um metro foi encontrado na casa do suspeito.

A venda de drogas era realizada por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp. Em uma das conversas, ele negocia o pagamento com um outro traficante de origem colombiana que está no Ceará.

“Patrão, eu devo R$ 100 contos, tu tem como vender outros dois na seda (sic). Pago aqui 100 e fica os outros 100”, diz o comprador.

“Não posso sair mais hoje, só amanhã. Quanto quiser b*** tu tem que dizer logo cedo pra tu ficar logo com as coisas aí, pra não precisar ficar ligando. Colômbia, macho, tu num aprendeu ainda não b***? Quando tu quiser a mercadoria pede logo de uma vez, num fica de dois em dois não b*** (sic)”, responde o traficante.

Durante a prisão, ele ofereceu a quantia de R$ 1,5 mil aos policiais para ser liberado. Com isso, os agentes de segurança deram voz de prisão e o prenderam em flagrante pelo crime de corrupção ativa.

O delegado Francisco Cavalcante disse que, no celular do suspeito, foram encontrados diversos arquivos de áudio e imagens de operações da polícia, além de fotos de policiais e inquéritos. Ele antecipava algumas ações para outros criminosos.

Cavalcante informou que as investigações continuarão para identificar quem estava repassando informações sigilosas para o traficantes.

O preso foi conduzido junto com o material apreendido para a Delegacia de Polícia de Guaiúba, onde foi autuado em flagrante. Ele irá responder por tráfico de drogas, corrupção ativa e associação para o tráfico.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here