Trump diz que tiroteio com 26 mortos no Texas é 'problema de saúde mental', não de 'armas'

0

Durante entrevista coletiva no Japão, onde inicia uma viagem pela Ásia, Trump afirmou que o atirador do Texas tinha problemas mentais, como tantos outros norte-americanos, ao ser questionado sobre as políticas de armamento.

Trump disse que, com base em relatórios preliminares, o atirador era “um indivíduo muito perturbado, com muitos problemas”. Ele disse que o ataque de domingo “não é uma situação de armas”, mas “um problema de saúde mental no mais alto nível. É um evento muito, muito triste”.

O homem carregava um rifle e abriu fogo depois de entrar em uma igreja batista em Sutherland Springs, a cerca de 65 km a leste de San Antonio, matando pessoas com idades que variaram entre 5 e 72 anos.

Segundo o Departamento de Segurança Pública do Texas, o suspeito é um homem branco “talvez com seus 20 poucos anos”. Ele também disse que a pessoa que conseguiu desarmar o atirador não se feriu. As autoridades agora trabalham para identificar as vítimas e notificar as famílias.

Segundo a agência de notícias AP, duas fontes policiais que não quiseram se identificar por conta das investigações em andamento, identificaram o atirador como Devin P. Kelley, de 26 anos. Um dos policiais disse que Kelly vivia nas proximidades de San Antonio e não parece estar associado a grupos terroristas.

Ele disse ainda que foram analisados posts que Kelley pode ter feito em redes sociais antes do ataque de domingo, incluindo um em que uma arma AR-15 é mostrada.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here