‘Valeu a pena investir na pesquisa’, diz mestranda que vai receber bolsa no AP

0

Mestranda em ciências farmacêuticas, Vaneska Paranhos, de 23 anos, foi uma dos estudantes selecionados para receber bolsas acadêmicas fornecidas pela Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec). Com o apoio, ela tem um estímulo maior para desenvolver o estudo sobre conservantes naturais em alimentos. “Valeu a pena investir na pesquisa”, disse, ao assinar contrato.

Ao todo, 14 estudantes receberam o benefício nas áreas de mestrado, doutorado e pós-doutorado, do Programa de Bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amapá (Capes/Fapeap), instituição ligada à Setec. O auxílio financeiro varia de R$ 1,5 mil a R$ 4,1 mil.

“Entrei no processo seletivo para o mestrado assim que estava terminando a graduação, pois me interessei em investir na pesquisa para alimentação natural. Também sempre busquei participar de programas de bolsas, porque investir na vida acadêmica tem um custo alto e, enfim, fui selecionada e poderei concluir o mestrado”, disse a estudante, que vai receber R$ 1,5 mil por mês.

O edital para o certame foi lançado em outubro de 2017 pela Fapeap, informou a coordenadora científica Rosimeire Trindade. Ela completa que a maioria dos estudantes contemplados se formaram no Amapá.

“Foram bem avaliados 4 projetos do pós-doutorado, 9 de mestrado e um de doutorado, que serão beneficiados com as bolsas. Vale ressaltar que a maioria dos alunos tiveram formação no estado mesmo e esse é um ganho para o setor acadêmico do Amapá, que poderá expandir conhecimentos”, ressaltou.

A estudante Ana Paula Rodrigues, de 24 anos e que faz mestrado em ciências farmacêuticas, falou que também sentiu dificuldades para custear as despesas durante o início do mestrado. Ela soube do programa por meio dos coordenadores do curso.

“É difícil sair da graduação e logo ir para o mestrado sem que gere grandes custos e essa bolsa vai contribuir muito para a nossa formação. Pretendo continuar com minha pesquisa sobre uma substância que contribui para o tratamento de doenças cardiovasculares”, enfatizou.

Os selecionados para a bolsa de doutorado receberão durante 3 anos uma bolsa de R$ 2.200. Já os selecionados para o pós-doutorado recebem durante um ano uma bolsa no valor de R$ 4.100. O auxílio financeiro ajuda os alunos a se dedicarem às teses e dissertações durante o período em que estiverem vinculados ao programa.

“O edital traz oportunidades para que os profissionais que cursam mestrado e doutorado possam continuar com as pesquisas. A ideia é que esses projetos possam gerar metodologias e políticas públicas que serão absorvidas no estado”, destacou o secretário de Ciência e Tecnologia, Rafael Pontes.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here