As exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 5,67 bilhões em janeiro, montante 1,3% menor que o do primeiro mês de 2020. O comportamento foi consequência direta do forte recuo no período das vendas de soja em grão, causado pelos baixos estoques de passagem e pelo atraso na colheita da safra nacional. O produto, carro-chefe do Brasil no mercado externo, não aparece nem entre os cinco mais vendidos nos primeiros 31 dias do ano. A lista é liderada pelas carnes, único segmento em que os embarques renderam mais de US$ 1 bilhão no período.

Conteúdo retirado do site: Valor