O CEO da americana Corteva, Jim Collins, disse hoje que entende a frustração dos investidores com o crescimento lento da empresa, que atua nas áreas de sementes e agrotóxicos. “Embora esteja satisfeito com nosso progresso, não estou satisfeito com nossos ganhos relativamente estáveis nos últimos três anos”, admitiu ele em teleconferência com investidores.

Conteúdo retirado do site: Valor