A Biosev, que está negociando com os credores para reorganizar as dívidas que não serão transferidas à futura dona, a Raízen, aproveitou o dólar mais apreciado no terceiro trimestre da safra 2020/21 do que um ano antes para intensificar suas exportações e sair do prejuízo. Por outro lado, o câmbio seguiu penalizando sua dívida.

Conteúdo retirado do site: Valor