Forte alta do boi gordo, item que mais pesa nos custos de produção dos frigoríficos, espremeu as margens das indústria Exageros dos investidores à parte, os donos de frigoríficos não têm muitos motivos para comemorar. A forte alta do principal custo de produção – o boi gordo representa 80% das despesas operacionais – espremeu as margens das indústrias. Frigoríficos sem acesso internacional trabalham no vermelho. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Conteúdo retirado do site: Valor