Acabou o jejum de vitórias do Internacional no clássico Grenal. Recebendo o Grêmio no Beira-Rio neste domingo, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, o líder da competição, em um jogo emocionante, saiu atrás, mas virou a partida já nos acréscimos para garantir o triunfo por 2 a 1 sobre o Tricolor gaúcho e abrir quatro pontos de vantagem na ponta da tabela. Jean Pyerre marcou o gol dos visitantes. Abel Hernández e Edenilson, de pênalti, balançaram as redes para os donos da casa.

Desde 2018 o Internacional não vencia o clássico contra o Grêmio. Após 11 jogos, o time comandado por Abel Braga deu fim a um incômodo tabu e ganha uma confiança tremenda para a reta final do Brasileirão.

O Grêmio, por sua vez, perdeu uma ótima oportunidade de se meter na briga pelo título da competição, deixando a vitória escapar já nos minutos finais do Grenal 429.

O jogo – Motivado pelo longo jejum em Grenais, o Internacional começou a partida ligado e quase abriu o placar logo aos dois minutos. Após cobrança lateral, Dourado ajeitou para Praxedes, que chutou forte, mas no meio do gol, vendo Vanderlei espalmar.

Daí em diante, o clássico teve minutos de muito estudo de ambas as equipes, com o jogo concentrado entre as intermediárias. O Inter tinha uma postura mais propositiva, destemida, enquanto o Grêmio não tinha sucesso em suas investidas no ataque.

Aos 34 minutos, a equipe que vinha melhor no jogo ficou com o grito de gol entalado na garganta. Praxedes serviu Yuri Alberto dentro da área, e o atacante colorado tocou na saída de Vanderlei, carimbando o travessão. Foi a melhor chance do primeiro tempo.

Se a situação já estava complicada para o Grêmio, aos 38 minutos ficou pior. Geromel acabou torcendo o pé quando voltou ao chão depois de saltar para dominar uma bola aérea e deixou o gramado chorando. Rodrigues entrou em seu lugar.

Segundo tempo

O Internacional começou a etapa complementar disposto a fazer com que sua superioridade no jogo se convertesse em gols, e aos sete minutos quase que os donos da casa balançaram as redes. Yuri cruzou rasteiro, achando Peglow dentro da pequena área, mas o meia chutou para fora.

Embalado, o Colorado voltou a assustar dois minutos depois, desta vez com Edenilson, que recebeu na intermediária e arriscou de longe. A bola desviou na defesa e foi para fora. Já o Grêmio respondeu com Lucas Silva, também em chute de fora da área que passou à direita do goleiro Marcelo Lomba.

Aos poucos, o Tricolor gaúcho foi se soltando mais com tantas broncas de Renato Portaluppi. Diego Souza, aos 19, por pouco não abriu o placar, recebendo de Pepê e batendo cruzado, dentro da área, forçando grande defesa de Lomba. Depois, aos 26, perdeu uma chance inacreditável, saindo cara a cara com o goleiro do Inter e errando a tentativa de encobrir o adversário após tabela com Jean Pyerre.

O dia realmente não era de Diego Souza. Aos 29 minutos, após a entrada de Ferreirinha, Luiz Fernando e Maicon, o atacante gremista recebeu bom cruzamento de Victor Ferraz pela direita e cabeceou cruzado, tirando tinta da trave. Mas, se o atacante não botou para dentro, Jean Pyerre o fez. No minuto seguinte, após roubada de bola de Diogo Barbosa, Diego Souza recebeu na área e ajeitou para Jean Pyerre bater firme, na saída de Lomba, abrindo o placar no Grenal.

Mas, quando muitos imaginavam que o Grêmio já estava com a vitória garantida, o Internacional foi persistente e empatou o jogo aos 44 minutos com Abel Hernández, que completou de cabeça o cruzamento na medida de Cuesta para evitar o que seria uma dura derrota em casa. E se o jogo tomou contornos surpreendentes na reta final, nos acréscimos ficou ainda melhor. Luiz Flávio de Oliveira marcou pênalti para o Colorado faltando um minuto para a partida acabar depois de a bola bater no braço de Kannemann dentro da área. Edenilson foi para a cobrança e garantiu a vitória histórica dos donos casa no Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 1 GRÊMIO

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 24 de janeiro de 2021, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Luís Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Manis (Fifa-SP) e Miguel Cataneo da Costa (SP)
VAR: Wagner Reway (PB)

Gol: Jean Pyerre, aos 30 do 2ºT (Grêmio); Abel Hernández, aos 44 do 2ºT, e Edenilson, de pênalti, aos 49 do 2ºT (Internacional)
Cartões amarelos: Moisés (Internacional); Diego Souza (São Paulo)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba, Rodinei, Lucas Ribeiro, Victor Cuesta e Moisés (Uendel); Rodrigo Dourado (Nonato), Edenílson, Praxedes (Marcos Guilherme), Patrick  (Abel Hernández) e Peglow (Maurício); Yuri Alberto.
Técnico: Abel Braga.

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Pedro Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Maicon), Matheus Henrique e Jean Pyerre (Pinares); Alisson (Luiz Fernando), Pepê (Ferreirinha) e Diego Souza.
Técnico: Renato Gaúcho.

Deixe seu comentário

Conteúdo retirado do site: Gazeta Esportiva