terça-feira, julho 7, 2020
Publicidade
Home Mundo Maioria nos EUA simpatiza com protestos e reprova resposta de Trump, diz...

Maioria nos EUA simpatiza com protestos e reprova resposta de Trump, diz pesquisa

As manifestações, algumas das quais se tornaram violentas, começaram na semana passada após um policial de Minneapolis ter sido filmado se ajoelhando sobre o pescoço de George Floyd por quase nove minutos, mesmo depois que Floyd parecia já ter perdido a consciência. O policial foi acusado de assassinato.

Protestos após a morte de George Floyd completam 7 dias: entenda o caso

Protestos após a morte de George Floyd completam 7 dias: entenda o caso

A pesquisa conduzida entre segunda e terça-feira concluiu que 64% dos adultos norte-americanos tinham simpatia pelas pessoas que estavam protestando, enquanto 27% disseram que não e 9% não tinham certeza.

A pesquisa sublinha os riscos políticos para Trump, que adotou uma postura linha dura em relação aos protestos e ameaçou enviar tropas militares para reprimir manifestações violentas. O presidente republicano deverá enfrentar o democrata Joe Biden nas eleições de novembro.

Mais de 55% dos norte-americanos dizem reprovar a condução de Trump nos protestos, incluindo 40% que disseram reprovar “fortemente”, enquanto apenas um terço disse que aprovou — menos do que sua aprovação no cargo, de 39%, mostrou o estudo.

Joe Biden e Donald Trump devem disputar eleições em novembro — Foto: Mike Blake/Reuters e Leah Millis/Reuters

Outra pesquisa Reuters/Ipsos concluiu que a liderança de Biden entre eleitores registrados cresceu para 10 pontos percentuais — a maior margem desde que o ex-vice-presidente se tornou virtual candidato democrata à Presidência em abril. Nos EUA, entretanto, as eleições são indiretas e dependem dos resultados em cada um dos estados.

Duas vezes mais eleitores independentes disseram desaprovar a resposta de Trump aos distúrbios. Entre os republicanos, 67% disseram aprovar a maneira com a qual ele tem respondido, número significativamente mais baixo do que os 82% que aprovam seu desempenho no cargo de maneira geral.

A maioria tanto dos republicanos quanto dos democratas disseram apoiar protestos pacíficos, mas que danos à propriedades prejudicam a causa dos manifestantes.

Demétrio: ‘Protestos ganharam amplitude devido à reação de Trump’

Demétrio: ‘Protestos ganharam amplitude devido à reação de Trump’

Mesmo nas áreas suburbanas não afetadas pelas manifestações, a maioria das pessoas expressou apoio. Um pouco mais da metade dos residentes das áreas rurais disseram tem simpatia pelos manifestantes.

Entre os eleitores registrados, 47% disseram que planejam apoiar Biden nas eleições de de novembro, comparados com 37% que preferem Trump.

A pesquisa da Reuters/Ipsos sobre os protestos foi conduzida online por todos os EUA e reuniu respostas de 1.004 adultos. O estudo tem um intervalo de credibilidade — uma medida de precisão – de mais ou menos 4 pontos percentuais.

A outra pesquisa feita no mesmo período e relacionada ao desempenho geral de Trump no cargo e nas eleições de 2020 reuniu respostas de 1.113 adultos do país e tem um intervalo de credibilidade de mais ou menos 3 pontos percentuais.

PROTESTOS POR MORTE DE GEORGE FLOYD

Fonte: G1

- Advertisment -

As Mais Lidas

EUA suspenderão vistos de estudantes estrangeiros que estiverem com aulas virtuais

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (6) que suspenderão vistos para estudantes estrangeiros cujas aulas sejam transferidas para um formato virtual devido...

Melbourne, na Austrália, volta a decretar confinamento contra o coronavírus

As autoridades decretaram nesta terça-feira (7) um novo confinamento dos habitantes de Melbourne, a segunda maior cidade da Austrália, com quase cinco...

Os EUA à espera de outro livro-bomba sobre Trump

Tudo que o presidente Donald Trump não precisava agora era de outro livro com potencial destrutivo para balançar ainda mais os alicerces...

Argentina registra recorde de 75 mortes por Covid-19 em um um dia

A Argentina registrou nesta segunda-feira (6) 75 falecidos pelo novo coronavírus, a maior cifra de mortos em um dia desde o início...