O Fluminense levou um duro castigo no jogo contra o Santos, neste domingo, na Vila Belmiro, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um jogador a menos (Nino foi expulso), o Tricolor cedeu o empate na reta final. O meia Nenê reclamou da arbitragem de Sávio Pereira Sampaio e lamentou o resultado para os planos do Flu.

Na reta final do jogo, Nino reclamou da arbitragem, que marcou falta do zagueiro. Ele xingou o árbitro e recebeu o cartão vermelho. Na sequência, justamente na cobrança da falta, o Santos empatou.

“A arbitragem, infelizmente, não estava nos melhores dias. Foi irritando, irritando, irritando. Contra gente, toda hora era falta. Com eles não era falta. Cartão, para gente tinha. Para eles, não. Xingaram antes, mas ele fingiu que não ouviu. Tirou o jogador do sério. Ele errou também, perdeu a cabeça ali. Acabamos tomando um gol neste momento de instabilidade e perdemos uma grande chance de ficar no G-4 e depender só da gente na última rodada. Pela consequência, como foi no fim, frustra um pouco”, analisou Nenê.


Mais vídeos em
videos.gazetaesportiva.com

O meia do Fluminense apontou o principal erro do time no segundo tempo, que atrapalhou a possibilidade de vencer na Vila Belmiro.

“Baixamos muito a linha. Acabamos deixando eles ganharem confiança. Eles também precisavam do resultado. Acho que pecamos nisto, baixamos muito e demos esta confiança para eles”, acrescentou.

Com o resultado, o Fluminense continua na quinta colocação do Campeonato Brasileiro, com 61 pontos, dois a menos do que o São Paulo. Se o rival paulista vencer o Botafogo, nesta segunda-feira, o Flu não terá mais chances de G-4.

O Fluminense volta a campo na quinta-feira para a última rodada do Brasileiro. O Tricolor recebe o Fortaleza, no Maracanã.


Mais vídeos em
videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário

Conteúdo retirado do site: Gazeta Esportiva