Para ajudar os usuários que realizam pesquisas, o Google lançou uma ferramenta que mostra um pouco sobre qual o assunto tratando no site sem precisar abri-lo.  

A novidade pode ser acessada a partir de um ícone exibido próximo à maioria dos resultados de pesquisa. O que o recurso faz é dar ao usuário um contexto adicional sobre o endereço.

publicidade

Em alguns casos, o resultado mostrado é um resumo tirado do Wikipédia – isso quando o site tiver uma página por lá.  

A ideia é oferecer uma maneira rápida e confiável de se encontrar mais informações sobre algum site sem a necessidade de fazer uma pesquisa adicional.  

“Com este contexto adicional, você pode tomar uma decisão mais precisa sobre os sites que deseja visitar e quais resultados serão mais úteis para você”, explica JK Kearns, gerente de produto da Pesquisa Google.  

Resultados de pesquisa mostrarão uma breve descrição dos sites antes de serem abertos. Fotos: Google/Divulgação

Em um exemplo compartilhado pelo próprio Google, uma matéria do Lancet é mostrada junto de uma descrição do Wikipédia indicando que se trata de uma das revistas médicas mais conhecidas do mundo. Isso pode ser útil em casos de pessoas que pesquisam assuntos delicados, como a Covid-19, por exemplo.  

publicidade

A novidade começou a ser disponibilizada nesta terça-feira (2) em inglês para os residentes dos Estados Unidos que utilizam o serviço no computador, smartphone e por aplicativo no Android. Ainda não há informações sobre a chegada a outros países.  

Mudanças gerais nos resultados de busca 

Além do novo recurso, o Google anunciou recentemente que os resultados de busca ganharão uma repaginada nos smartphones. O buscador priorizará o destaque para informações mais relevantes, mudando estilo de fonte, sombreamento e outros detalhes que devem facilitar a vida do internauta. 

Novo formato do Google Search nos smartphones prioriza fontes e cores para facilitar a busca pela informação exata. Imagem: Google/Divulgação

A principal mudança é a valorização das fontes usadas: elas parecem maiores e formatadas em “bold” para destacar mais os títulos e partes mais relevantes à busca do usuário. Segundo Aileen Cheng, designer da empresa, “repensar o design para algo como a Busca [do Google] é bastante completo, considerando o quanto ela evoluiu. Não estamos apenas organizando a informação da web, mas sim do mundo inteiro”, disse. “Nós começamos com a listagem de páginas da web, mas agora tem tanta diversidade nos tipos de conteúdo e informação que nós precisamos ajudar a lhe dar algum sentido”. 

Via: ZDNet

Conteúdo retirado do site: Olhar Digital