Decisivo para o Palmeiras na conquista da Libertadores de 1999, Paulo Nunes comentou sobre o atual momento do clube, que no sábado enfrenta o Santos em busca do bicampeonato continental.

Em entrevista concedida à Gazeta Esportiva, o ex-jogador avaliou que o técnico Abel Ferreira tem um papel importante no crescimento do time nos últimos meses.

“Em tão pouco tempo, praticamente três meses, o Palmeiras evoluiu muito. É difícil ver um treinador que não conhece o elenco ter a capacidade de reestruturar a equipe. O Palmeiras hoje tem um padrão de jogo, uma identidade. Isso é tudo trabalho do Abel Ferreira. A maneira que ele trata os jogadores, tudo o que ele coloca para a imprensa, ele faz na prática. Isso é importante. A gente tem que dar os méritos ao treinador”, afirmou.

 

Paulo Nunes ainda aproveitou para apontar as semelhanças e diferenças entre o atual time do Verdão e a equipe campeã da América em 1999.

“Vejo (semelhanças). Lógico que o time de 1999 tinha muito mais qualidade, era mais experiente, muito técnico. Mas agora eu vejo uma transição muito parecida com a nossa equipe. O time do Felipão tinha uma transição muito rápida, não era um time de posse de bola, era objetivo. Esse Palmeiras também tem uma transição muito rápida, é reativo quando precisa. O Palmeiras tem hoje duas ideias de jogo. É importante ter variações táticas dentro do jogo. Esse time parece muito o nosso time de 1999 na transição rápida”, explicou.

Por fim, o ídolo do Alviverde deu um conselho para os atletas que entrarão em campo, apontando que a final da Libertadores é um momento para ser desfrutado.

“Tudo é possível na Libertadores, mas o que eu mais falo com os jogadores é desfrutar do momento. Eles vão jogar a final no Maracanã, não é para qualquer um. Provavelmente nenhum jogador dessa final terá esse privilégio de novo, então tem que desfrutar desse momento. Ter alegria, ousadia, jogar como se fosse uma pelada, mas com responsabilidade, óbvio. Nesse momento que o grande jogador aparece”, concluiu.

Em busca de repetir o feito do time de 1999, o Palmeiras tenta vencer o Santos no sábado, às 17h (de Brasília), no Maracanã.

 

Deixe seu comentário

Conteúdo retirado do site: Gazeta Esportiva