A Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do Corinthians, se posicionou de forma contrária à continuação do Campeonato Paulista, criticando a Federação Paulista de Futebol e o próprio clube, que joga nessa terça-feira, contra o Mirassol, em Volta Redonda.

A Organizada soltou uma nota dizendo que não concorda com a realização dos jogos em um momento tão trágico que o país atravessa devido à pandemia da covid-19. O comunicado destaca ainda o papel social que a Gaviões possui, defendendo que “nada deveria estar acima da luta pela vida do nosso povo”.

O Timão enfrenta o Mirassol às 21 horas (de Brasília), no Estádio da Cidadania. A equipe comandada pelo técnico Vagner Mancini é líder do grupo A, com oito pontos. O Mirassol, comandado por Eduardo Baptista, lidera o grupo D e possui os mesmos oito pontos.

Confira a nota completa da Gaviões da Fiel:

“Durante quase 52 anos de existência, a maior motivação dos Gaviões da Fiel sempre foi ver o Corinthians em campo e apoiar, independente de resultado ou circunstância. Mas, o que está acontecendo hoje é um absurdo. No dia em que o estado de São Paulo registrou um recorde de 1021 mortes nas últimas 24 horas, qual o sentido de transferir um jogo para outro estado, que também está em uma situação crítica?

Longe dos gramados, vários funcionários participam da preparação da equipe e um simples jogo envolve muitas pessoas que não aparecem na transmissão.

Diante disso, demonstramos nossa insatisfação com a insistência por parte da Federação Paulista de Futebol (FPF) em continuar com o Campeonato Paulista nesse momento e da diretoria que não se impõem contra isso. Quando o Corinthians jogar, vamos fazer a transmissão por meio da nossa rádio como sempre e vamos torcer, porque é o que fazemos como torcedores. No entanto, não será uma partida comum e ficará marcada na história, como mais um dia em que a vida foi deixada em segundo plano na pandemia da Covid-19.

Somos uma torcida organizada, mas também somos uma entidade com responsabilidade social. Agora, nada deveria estar acima da luta pela vida do nosso povo”.

Deixe seu comentário

Conteúdo retirado do site: Gazeta Esportiva