O atacante Gabigol foi o destaque da vitória do Flamengo sobre o Grêmio, na última quinta-feira. O jogador chegou a gerar polêmica quando ficou no banco de reservas em uma partida sob o comando de Rogério Ceni.

O treinador minimizou o assunto e fez questão de elogiar o jogador, que marcou um gol e deu duas assistência em Porto Alegre.

“Acho que são 16 jogos que estou aqui e um o Gabriel não começou somente. Ele se tornou, se não me engano, o quinto maior artilheiro do Flamengo na história do Brasileiro. Ele está sempre em campo. Teve um jogo que não começou jogando apenas. Não só conto com ele como tenho uma admiração por ele. Cresceu nos últimos jogos, tem dado combate na marcação, sendo mais intenso e coloco sempre para jogar”, disse.

Rogério Ceni ressaltou a importância da mudança de postura dos rubro-negros no segundo tempo contra os gaúchos.

“Não só Gabigol, que logicamente é muito importante. É um cara alegre, descontraído, bom de lidar, mas o Diego é muito importante, o Bruno Henrique falou antes do jogo, Everton fazer o gol me deixou muito feliz. Arrascaeta no segundo tempo melhorou bastante, Arão é uma liderança natural, Filipe Luís… Sou muito grato a todos pela maneira que voltaram para o segundo tempo”, declarou.

O Flamengo voltou a briga pelo título e volta a campo na segunda-feira, contra o Sport, na Ilha do Retiro.


Mais vídeos em
videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário

Conteúdo retirado do site: Gazeta Esportiva