sexta-feira, junho 5, 2020
Publicidade
Home Mundo Se ligue nos links (23 de maio)

Se ligue nos links (23 de maio)

1) O uso de cloroquina no tratamento de pacientes de Covid-19 está associado a maior risco de arritmia cardíaca e de morte, concluiu o maior estudo sobre a droga, publicado na revista médica britânica The Lancet e noticiado no Washigton Post. O uso precoce da droga é recomendado por um estudo preliminar espanhol, disponível no repositório PrePrints, que ainda não passou por revisão, mas serviu de base para as novas recomendações sobre a droga do Ministério da Saúde. Elas ignoraram estudos anteriores publicados nas revistas médicas mais relevantes: a revista da Associação Médica Americana (Jama), British Medical Journal (BMJ) e New England Journal of Medicine (NEJM). Artigo na Jama Internal Medicine defende maior transparência na autorizações de emergência para o uso de drogas não comprovadas. A Economist relata os progressos no uso de drogas já conhecidas contra a Covid-19 e omite a cloroquina. Uma delas, o remdesivir, obteve resultados promissores em estudo preliminar publicado também na NEJM. Noutra reportagem, a Economist esclarece as principais dúvidas sobre a origem do novo coronavírus Sars-CoV2.

Pesquisadores no mundo todo correm contra o tempo em busca de uma vacina contra a Covid-19 — Foto: Getty Images/BBC

3) Vídeo do matemático Grant Sanderson mostra como rastrear os contatos dos infectados preservando a privacidade. No Instituto Santa Fé, Van Savage explica por que será impossível a capacidade de testes acompanhar a disseminação do vírus. Na Atlantic, Alexis Madrigal e Robinson Meyer apontam os erros que a mistura de diferentes tipos de testes trouxeram à estratégia de combate à Covid-19 nos Estados Unidos. No NEJM, Eric Schneider explica como a carência de dados sobre testes prejudica a estratégia americana de combate à doença. A CNN investiga as origens do obscuro site WorldOMeters, cujos números pouco confiáveis, em especial sobre testes, adquiriram projeção inesperada na pandemia.

David Neeleman, fundador da JetBlue e da Azul — Foto: Reuters

Estudo britânico considerou dados de quase 17 mil pacientes internados no Reino Unido, mostrando que pelo menos um terço deles não resiste à doença — Foto: Getty Images/BBC

Pessoas tentam manter o distanciamento social enquanto aproveitam o sábado de sol no Domino Park, no Brooklyn, em Nova York (EUA), em 16 de maio de 2020 — Foto: Eduardo Munoz / Reuters

Funcionária desinfeta esteira em academia reaberta de Pequim, em imagem de 8 de maio — Foto: Thomas Peter/Reuters

Manifestação para reabertura de academias em Uberlândia — Foto: Reprodução/ TV Integração

Congresso discute projeto que torna obrigatório o uso de máscara em todo o Brasil — Foto: Eraldo Peres/AP

Imagem animada mostra caminhos que as gotículas de saliva fazem quando uma pessoa caminha ao lado da outra, atrás da outra ou na diagonal. — Foto: Universidade Tecnológica de Eindhoven

11) Na Stat, Sharon Begley descreve o modo peculiar como o Sars-CoV2 ataca as células. O papel da resposta celular desequilibrada no desenvolvimento da Covid-19 é tema de estudo na Cell. Outro estudo na Cell analisa a reação das células do sistema imunológico. No NEJM, cientistas alemães descrevem os mecanismos de deterioração pulmonar nos pacientes de Covid-19. Na Jama, outra equipe alemã revela as descobertas nas autópsias das vítimas.

Ensaio da peça ‘Antígona’, em que a filha de Édipo desafio o tirano Creonte para tentar dar ao irmão um enterro com honras — Foto: Agliberto Lima/Estadão Conteúdo/Arquivo

13) No Guardian, Naomi Klein afirma que as grandes empresas do Vale do Silício continuarão a lucrar com a pandemia.

Rudolph Giuliani, conhecido como Rudy: ex-prefeito de Nova York e advogado de Donald Trump — Foto: Angela Weiss/AFP

15) Ben Smith, no New York Times, e Anne Diebel, na New York Review of Books, questionam os métodos jornalísticos de Ronan Farrow, repórter responsável por algumas das principais denúncias de assédio sexual que resultaram no movimento #MeToo.

Ben Stiller com o pai, Jerry Stiller, em fevereiro de 2011, durante evento em Nova York. — Foto: AP Photo/Charles Sykes

17) Na Quanta, Patrick Honner analisa um joguinho simples de matemática que mostra como pode ser uma vantagem manter distância dos padrões ao raciocinar.

Fonte: G1

- Advertisment -

As Mais Lidas

Bolívia fecha três ministérios e embaixadas em Nicarágua e Irã para economizar

A Bolívia determinou nesta quinta-feira (4) o fechamento de três ministérios e as embaixadas na Nicarágua e no Irã, dois países amigos...

Polícia dá detalhes sobre homem investigado em caso Madeleine McCann

Segundo o jornal "The Guardian", o homem se chama Christian Brückner, um alemão de 42 anos. Ele é conhecido pelas autoridades...

Trump é processado por ação policial próximo à Casa Branca

Policiais forçaram os manifestantes a se afastarem antes de Trump caminhar até uma igreja próxima para uma sessão de fotos que...

Juiz define fiança de US$1 mi para três dos policiais acusados por assassinato de George Floyd

A fiança para os três acusados, que fizeram sua primeira aparição no tribunal nesta quinta-feira, seria baixada para US$ 750 mil se...