Seis mulheres já confirmaram ser vítimas de acusado por transmitir HIV

Foram confirmadas mais duas vítimas de Haroldo Duarte da Silveira, acusado de tentativa de feminicídio por transmitir HIV para quatro mulheres.

De acordo com assessoria da Polícia Civil, uma quinta vítima leu reportagens sobre o assunto e o identificou. Um exame confirmou que ela também é portadora do vírus. Até o final desta tarde, uma sexta vítima havia acionado a Polícia Civil.

O homem de 32 anos foi preso na manhã de quinta-feira (29).

A prisão foi fruto de investigações da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá. Ele estava fora do Estado e foi preso ao voltar para a capital de Mato Grosso, onde já havia quatro mandados de prisão preventiva contra ele.

A delegada responsável pelo caso, Nubya Beatriz Gomes dos Reis, disse que o suspeito assumiu o risco de contaminar suas parceiras com a doença que, se não detectada e tratada, poderia levá-las à morte e, por isso, agiu com dolo.

Foram realizados exames laboratoriais tanto nas vítimas, quanto no suspeito, que sequer pôde alegar desconhecer que era portador do vírus e, inclusive, confessou a existência da quinta vítima.

A Polícia Judiciária Civil divulgou o nome e a foto do suspeito para que possíveis novas vítimas tenham acesso à informação e procurem a polícia.

“Oriento as mulheres que se relacionam com o suspeito, que realizem o exame para constatação do vírus e, se o tempo de aquisição da doença coincidir com o do relacionamento, que procure esta delegacia para que possamos instaurar novos inquéritos policiais e investigar os fatos”, pediu a delegada.

fonte: Rondoniaovivo

Deixe seu comentário