Depois de 15 anos, o Supremo Tribunal Federal (STF) pode julgar hoje uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 3526) que retira a competência exclusiva da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) de analisar a liberação de transgênicos no país e obrigar que um órgão ambiental faça a avaliação do potencial poluidor dos eventos em plantas, vacinas e medicamentos. Ainda não está claro como o processo funcionará em caso de mudança, mas o setor especula que a responsabilidade recairá sobre o Ibama ou o Ministério do Meio Ambiente, em paralelo ou antes ou depois da análise do colegiado.

Conteúdo retirado do site: Valor